Batman VS. Deadpool

7 Minutoz

Compositor: Gabriel Rodrigues / Pablo Matheuz

[Batman]
Anos e anos de treino intenso
Não importa a luta, eu tô preparado
Noite de Gotham o clima é tenso
Palco de roubo e assassinato
Vigilante mascarado
Derroto o mais sádico adversário
Coringa, Duas-Caras, Charada
Ou seja, eu já aprendi a lidar com retardado
Eu sou o maior herói da DC
Você é no máximo o palhaço da Marvel
Quando cê rimar o nível vai descer
Pra se comparar á você com intelecto fraco
Pele tá queimada falta apodrecer
Óbvio que você vai falar falar do meu passado
Gênio, bilionário, não igual você
E hoje você acaba igual meu pai: assassinado

[Deadpool]
Sim, eu sou louco, ouço vozes na minha cabeça
Ó o garoto rico que adota crianças
Leva pra caverna, pro seus brinquedinhos
De pegar bandido
Os pais dele morreram, osh, nem ligo
Parece o ator do Demolidor lixo
Mas até as vozes na minha cabeça
Concordam que você é mais esquisito
Batman VS. Superman
O nome Martha ficou na mente mó cota
Mas ela morreu, precisa trocar
Então de Martha muda pra morta
Sobre a dupla dinâmica
Por que todo Robin tinha que usar shortinho?
Bruce é o adulto que fode crianças
E sim, essa frase tem duplo sentido

[Batman]
O herói dos heróis
Desde a era de prata
Critica a DC
E segue uma piada
Engraçado que a Marvel lucra com seus filmes
Fazendo cópia descarada
Se eu quebro o Exterminador, que é o original
Imagina a versão retardada
Aqui a piada nunca teve graça
Não importa o palhaço que tentou contá-la
Cê luta por grana e razão pra viver?
Ironia ser tudo o que não me falta
O mundo perdido e o povo pedindo
Alguém que nos livre de estar á merce
O sinal no céu indica que sou eu
Quando for idiotice eles chamam você

[Deadpool]
Tem Batmóvel, Batcaverna
E eu que não bato bem das ideia
Põe Bat em tudo, bate o filme todo
E eu resolvo com um tiro na testa
Você é fictício, não existe
E não vai salvar o mundo perdido
Você é tão real
Quanto o invasor do Rezendeevil
Você tá assistindo Treta News
Então vamo direto pra Gotham City
Batman é visto apanhando pro Deadpool
E nem tem consolo da família, já que a família não existe
Sua mãe me lembra comida
E eu só vi ela duas vezes no mundo
Na primeira virei-a de frango-assado
E na segunda ela virou presunto

[Batman]
Sua pele tá nojenta, merece uma limpeza, queimadura intensa
Talvez não saia nunca mais
Criou uma camada grossa que a limpeza
Vai ser uma tortura, então pode me chamar de Ajax
Só mais um maluco que na noite deu azar
De entrar no caminho do Batman
Só mais um maluco que eu vou incapacitar
E deixar apodrecer em Arkham

[Deadpool]
Cê não passa de um palerma
Eu nem sei que porra é essa
Mas pelo visto uma criança foi a primeira
A ir até o fundo da sua caverna
É uma pena que seus filmes pro cinema
Não levem mais multidões
Se tranca com Alfred e Robin na caverna
Pra fazer uma suruba gay de três gerações

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital